Personagem

Em busca do sol do Brasil

 
Por: Paulo Atzingen*, especial para o Afinaidade


Maria da Conceição Afonso tem o coração batendo por três pátrias. Nasceu em Portugal, por causa da Segunda Guerra Mundial, vive na França e visita anualmente o Brasil no verão.

Recordar é viver, momento em Portugal

“Como a França tinha sido invadida pelas tropas nazistas, meus pais – Rosa de Lima e Manoel Pereira – fugiram para Ponte de Lima, uma cidade próxima ao Porto”. A primeira infância foi em Portugal, voltando à França só depois da guerra, onde vive até hoje.

Conceição já veio 18 vezes ao Brasil e está mais brasileira do que nunca. Sua preferência pela estação de clima quente tem uma explicação econômica.  “Eu prefiro investir minha aposentadoria em uma viagem a um país que amo e onde seu povo me recebe bem, do que gastar euros e mais euros com contas de energia elétrica para aquecer minha casa no inverno europeu”, diz convicta.
Comerciária aposentada, viaja de trem, de norte a sul no país em que vive, durante o verão, usando seu e-ticket.”

O inverno em Quié, sul da França, localidade onde moro, tem muita neve, mas não tanta quanto na região norte”, diz em seu sotaque português.

Conceição já conhece vários destinos brasileiros, sempre em companhia de seu filho Eric Afonso, que mora em São Paulo: “Na Bahia, Chapada Diamantina e Itacaré, Rio de Janeiro, as cidades de Canela, Gramado, Ilhabela, Guarujá e, lógico, a capital paulista”.

Tour por São Paulo, uma quase brasileira

Aos 83 anos, mantém a saúde em dia com regras básicas: caminhadas diárias, leitura de jornais e livros, jardinagem e crochê. “Caminho pelo menos 7 quilômetros por dia, leio os jornais franceses e tenho um jardim que cuido diariamente”.
Durante a conversa, Conceição mostra fotos do canteiro de flores que abraça sua casa. “Tenho pés de avelã, ameixa, oliveira, roseira, pinheiro, morango e cipreste”. E no cuidado com as plantas conta com a ajuda de um jardineiro.

Com filhos e neta


Atualizada com os avanços da modernidade tecnológica – com preferência do tablet sobre o celular – ela navega como uma senhora internauta por plataformas de vendas em busca de passagens aéreas, voo, data, assento e preço. E, por fim, pede a um dos filhos para checar se está tudo certo e paga com cartão de crédito. “Quando a oferta é muito tentadora recorro novamente a um filho para conferir se não é golpe”.

Conceição retorna à França no próximo dia 4 de fevereiro, quando amenizado o inverno europeu.

* Paulo Atzingen é jornalista, criador e editor do Diário do Turismo

Crédito das fotos: Eric Afonso

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *