Cultura

Rádio Ilusão, peça de teatro encenada só por atores maduros resgata a era de ouro do rádio

Com elenco formado por atores e atrizes do grupo homônimo (Grupo Teatral Rádio Ilusão) – criado há 25 anos – todos com idade superior a 60 anos, o espetáculo retrata o glamour dos programas musicais das rádios. A época memorável que revelou inúmeros nomes de destaque da canção nacional.

Atores do grupo, maturidade e sabor da vida no jogo teatral

Para quem deseja entrar no túnel do tempo e relembrar o sucesso das rádios nacionais e a importância desse meio de comunicação, presente na vida de uma geração, a peça Rádio Ilusão é oportunidade única.

Quando as luzes da ribalta iluminam a cena, pisam no palco 19 dedicados profissionais do teatro, que combinam a experiência da maturidade com o desejo e o amor por representar os papéis. Jorge Julião, coordenador do Rádio Ilusão, o grupo que conta com 46 participantes hoje, dirige a peça que reproduz um mundo de magia e imaginação. Ele, que se especializou no trabalho de pesquisa com alunos da melhor idade, também é ator. Entre os trabalhos realizados por Julião está a participação no filme “Pixote: a lei do mais fraco”, de Hector Babenco, quando interpretou o personagem Lilica.

Para dançar e cantar – Acordar, mesmo que entre os maduros, o autoconhecimento e a criatividade são missões que o diretor busca materializar em peças como Rádio Ilusão. Jorge Julião descreve como enriquecedora a experiência de dar vida aos personagens, nesta que é uma remontagem, apoiado no conjunto desse peculiar grupo teatral da melhor idade.

“É a chance de promover a reflexão e a disponibilidade ao jogo teatral mostrando, para várias plateias, o sabor da vida”, sintetiza o diretor. Relata, ainda, o prazer em ensaiar, rir, decorar, dançar e cantar, fazendo com que o olhar brilhe e o sorriso consiga encantar.

“A peça Rádio Ilusão é o cantar dos artistas, a voz dos oradores, os versos dos poetas, onde o esplendor sonoro do rádio completava nosso universo”, Jorge Julião, diretor e coordenador do grupo de atores

A origem do grupo – Em 1999, às portas da virada do milênio, nascia o Grupo Rádio Ilusão. Surgiu a partir de projeto de fomento ao teatro, na Casa da Comédia, no Teatro dos Arcos, coordenado pelo diretor Zé Renato Pécora. A proposta inicial de ser um conjunto de artistas aprendizes da maturidade foi ganhando outros contornos. Na atualidade, o grupo idealiza, monta espetáculos e faz pesquisa utilizando a linguagem do teatro realista e testemunhal, de forma continuada. Além de São Paulo, as peças circulam pelo Interior paulista e por outros estados. Durante sua trajetória, Rádio Ilusão já montou 20 espetáculos. Este ano, além da peça que homenageia o período da efervescência do rádio, já encenou “A Idade de Ouro” e tem planos de levar aos palcos, em 2024, o espetáculo “Enquanto Houver Canções”.

A peça está em cartaz no Teatro Commune (Rua da Consolação, 1218 – São Paulo), até o próximo dia 26 de novembro, sábados e domingos, às 16 horas.

@gruporadioilusao

Você também pode gostar...

2 comentários

  1. Dulce de Bellis diz:

    Orgulho de estar nesse espetáculo.

    1. Cecília Fazzini diz:

      Dulce, a competência dos atores do Grupo Rádio Ilusão é tão imensa quanto a emoção que transmitem em cena. Parabéns à todos e ao diretor Jorge Julião pelo lindo projeto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *