Turismo

Em Portugal, a cidade de Fátima é considerada “altar do mundo”

Por Paulo Machado*

Cerca de 130 km ao norte de Lisboa e uma hora e meia de distância, Fátima foi de domínio árabe. Conta a lenda que, durante a Reconquista Cristã, o cavaleiro templário Gonçalo Hermingues, conhecido por Traga-Mouros, apaixonou-se por Fátima, moura cativa que deu o nome à localidade. A partir das aparições de Nossa Senhora em Fátima, em 1917, a localidade transformou-se num dos maiores centros do culto mariano em Portugal, reconhecido mundialmente pela Igreja Católica.

Santuário de Fátima
  • A 1ª aparição ocorreu em 1917, em área rural conhecida como Cova da Iria, onde se situa atualmente o Santuário, registrando nesse mesmo ano mais cinco aparições. As maiores manifestações dos devotos ocorrem em 13 de maio, destaque para a Procissão das Velas, na noite do dia 12 e para a Procissão do Adeus, no dia 13, mas a concentração das peregrinações vai até 13 de outubro. No dia 13, dos meses de maio a outubro, o Santuário de Fátima recebe milhares de peregrinos e turistas, para celebrar as datas das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos, que visitam os locais relacionados com este culto. Na última aparição, a 13 de outubro de 1917, perante cerca de 70 mil pessoas, ela revelou às crianças que era a ‘Senhora do Rosário’ e pediu que construíssem ali uma capela. Depois da aparição, todos os presentes observaram o “milagre do Sol” que girava sobre a multidão como uma roda de fogo, parecendo precipitar-se na terra. Embora nesse dia estivesse chovendo torrencialmente, após a “movimentação” do Sol, a multidão estava completamente sem vestígios da chuva e vários milagres foram ali presenciados.
  • Relacionado com o culto à Nossa Senhora de Fátima, podem ser visitadas as casas onde viveram os pastorinhos videntes, na aldeia de Aljustrel, cerca de 3 km do Santuário. No caminho até Aljustrel existem 14 capelinhas oferecidas pelos católicos húngaros, refugiados no Ocidente.
  • A fama mundial do Santuário acentuou-se durante o papado de João Paulo II, assumido devoto de Nossa Senhora de Fátima que, em 1982, ali chegou, em agradecimento por ter sobrevivido a um atentado um ano antes. A bala que foi retirada do corpo do pontífice está hoje instalada na coroa da Imagem da Capelinha. Em 2000, na sua terceira visita ao local, anunciou a beatificação de Jacinta e Francisco (dois dos pastorinhos), a quem o Vaticano atribuiu o milagre de uma cura.
  • O Museu de Cera, A Basílica da Santíssima Trindade, a aldeia de Aljustrel, a Basílica Velha, a Capelinha das Aparições, a exposição Fátima Mundi (no prédio da Reitoria) são visitas obrigatórias em Fátima. Para além de participar de uma das missas, celebradas seguidamente ou, da procissão das velas, realizada todas as noites, às 21 horas, entre 13 de maio e 13 de outubro, no Santuário.
  • Na localidade, também vale visitar o Museu de Arte Sacra e Etnologia, o Museu de Cera, o Museu Fátima 1917 e o Presépio e Aldeia de Belém Animados. 


Hospedagem e Gastronomia

Fátima, local de peregrinação, oferece diversas opções de alojamento e restaurantes. Uma boa sugestão é o Tia Alice, que fica em frente à Igreja Paroquial de Fátima e que é considerado, por várias personalidades brasileiras, como “um dos milagres de Fátima”. Lá, Alice Marto, uma sobrinha de Jacinta Marto, transforma ingredientes muito simples em iguarias celestiais.

A cidade é visitada anualmente por mais de 6 milhões de pessoas. Peregrinos, turistas e meros curiosos de todos os países procuram um dos santuários marianos mais importantes do mundo católico. O Fátima Hotels Group representa oito hotéis, localizados próximos ao Santuário.

Principais locais para visitar

  •           Capelinha das Aparições – local de celebração das missas
  •           Basílica Velha
  •           Basílica Menor da Santíssima Trindade
  •           Aldeia de Aljustrel – onde viveram os pastorinhos (3 km do Santuário)
  •           Grutas de Mira D’Aire
  •           Museu de Cera
  •           Exposição Permanente Fátima Mundi – no Edifício da Reitoria

Para conhecer melhor a região, sugerimos um itinerário que passe por Leiria, pela costa entre as praias de São Pedro de Moel e da Nazaré e por dois monumentos classificados Patrimônio da Humanidade, o Mosteiro da Batalha e o Mosteiro de Alcobaça.

*Paulo Machado nasceu em São Paulo, tem cidadania portuguesa e é, provavelmente, o brasileiro que mais atravessou o Atlântico, fazendo o caminho inverso dos descobridores, o que o tornou um expert no destino.

visitportugal.com/pt-pt

turismodeportugal.pt

@visitportugal

#visitportugal

www.fatimahotels.com

Crédito fotos: Visit Portugal

Seção destinada a sugestões de viagem e como ampliar a experiência em localidades e produtos turísticos, sempre a partir do olhar de um profundo conhecedor do destino. 

Você também pode gostar...